Fatores de Risco

Riscos Relacionados ao Setor Têxtil e ao Nosso Negócio

Nosso setor é altamente competitivo e nosso sucesso depende de nossa capacidade de competir de maneira eficaz.

O setor têxtil mundial é altamente competitivo. Concorremos com companhias de grande porte e verticalmente integradas e com diversas companhias de menor porte especializadas em segmentos específicos do mercado. Nossos concorrentes incluem tanto companhias brasileiras quanto estrangeiras, sendo que uma série delas tem acesso a recursos financeiros significativos. Os principais fatores de concorrência no setor têxtil são preço, marcas, design/diferenciação do produto, qualidade, flexibilidade de produção/cadeia logística, acabamento final do produto, prazo de entrega e atendimento ao cliente. As necessidades de determinados clientes e as características de determinados produtos determinam a relativa importância de cada um destes fatores. Na medida em que um ou mais de nossos concorrentes obtêm vantagem no que se refere a qualquer fator, nossas vendas e lucros podem reduzir.

As importações de produtos têxteis constituem um fator significativo de concorrência para a Companhia, bem como para outras companhias do setor têxtil brasileiro. As companhias estrangeiras de produtos têxteis podem ter custos trabalhistas significativamente menores do que as companhias do setor têxtil brasileiro e norte-americano e gozar de outras vantagens competitivas tais como taxas de juros e taxas de câmbio favoráveis frente ao Real e ao Dólar, além da existência de eventuais barreiras alfandegárias. Podemos não ser capazes de concorrer de modo eficaz com produtos têxteis importados. Ademais, insuficientes proteções às importações concedidas a fabricantes têxteis estrangeiros podem tornar nossos produtos menos competitivos e acarretar na redução de nossas vendas e lucros.

As flutuações do preço do algodão e das demais matérias-primas ou a escassez de fornecimento poderão reduzir nossa lucratividade.

Os preços do algodão são afetados por condições econômicas e pela oferta/procura de algodão nos mercados mundiais e podem aumentar ou diminuir, dependendo das demais variáveis do mercado na ocasião. Os preços do algodão vigentes causam impacto significativo sobre os custos de produção, e um aumento no preço poderá reduzir a nossa lucratividade.

Ademais, sendo o algodão um produto agrícola, seu fornecimento e qualidade estão sujeitos a forças da natureza. Qualquer escassez ou interrupção relevante do fornecimento, variações da qualidade do algodão em razão do clima, infestações ou qualquer outro fator que resultaria em um aumento do preço do produto, poderão reduzir nossa lucratividade caso fiquemos incapacitados de repassar o aumento do custo aos nossos clientes.

Também utilizamos quantidades significativas de poliéster na fabricação de nossos produtos. O preço do poliéster é influenciado pela demanda, capacidade e custos de fabricação, preços do petróleo, preços do algodão e pelo custo dos polímeros utilizados na produção do poliéster. Qualquer escassez prolongada significativa de produtos petroquímicos poderá acarretar redução significativa da disponibilidade de poliéster e um aumento significativo da demanda por algodão. Tais condições poderão reduzir a disponibilidade do algodão e acarretar um aumento de preço do algodão e do poliéster. Qualquer desses fatos poderá reduzir nossa lucratividade caso fiquemos incapacitados de repassar o aumento de custos aos nossos clientes.

As variações cambiais entre o Real, o Dólar e as moedas dos outros países em que operamos ou operaremos poderão afetar nosso desempenho financeiro como um todo.

Nossos resultados operacionais são afetados por flutuações das taxas de câmbio entre o Real, a moeda em que elaboramos nossas demonstrações financeiras, o Dólar e as moedas dos outros países em que operamos.

A desvalorização do Real frente ao Dólar dos Estados Unidos também poderá resultar em pressões inflacionárias adicionais no Brasil em função do aumento do preço em geral dos produtos e serviços importados, exigindo políticas governamentais conservadoras para restringir a demanda. Ademais, a desvalorização do Real pode enfraquecer a confiança dos investidores no Brasil e reduzir o preço de mercado das nossas Ações. Por outro lado, a valorização do Real frente ao Dólar dos Estados Unidos pode levar a uma deterioração da conta corrente e da balança de pagamentos do país e desacelerar o crescimento das exportações.

Reportamos nossos resultados em Reais, enquanto parte das nossas vendas, custos e despesas estão atrelados ao Dólar. Em decorrência deste fato, as flutuações da taxa de câmbio entre essas duas moedas podem alterar as nossas vendas, custos e despesas que são reportados em Reais. Nossos resultados operacionais podem ser impactados pela exposição de nossos ativos e passivos em moedas diferentes do Real, em que reportamos nossos resultados. O mesmo ocorre com todos os demais negócios localizados fora do Brasil e dos Estados Unidos no que se refere à taxa de câmbio entre a moeda local da respectiva controlada e Real e o Dólar.

Nossas operações internacionais relevantes estão sujeitas a diversas incertezas políticas, econômicas e de outra natureza que poderão prejudicar nossos resultados comerciais, inclusive por meio de tributação restritiva ou demais regulamentações governamentais e de flutuações cambiais estrangeiras.

Nossas operações estão sujeitas a diversas incertezas políticas, econômicas e de outra natureza, inclusive eventos de força maior e riscos de alterações políticas e de tributação restritiva e outros tipos de barreiras ou restrições ao comércio internacional, como regulamentações governamentais. Também realizamos uma parcela de nossas vendas líquidas em moedas que não o Real e o Dólar, o que nos sujeita aos riscos inerentes a variações cambiais. O alcance e o volume de nossas operações globais tornam impossível eliminar completamente todos os riscos de variação cambial que poderão influenciar nossos resultados financeiros.

A perda de membros de nossa administração ou nossa incapacidade de atrair e contratar pessoal qualificado para a administração poderá gerar efeito prejudicial sobre nós.

Nossa estratégia comercial, bem como a condução da nossa administração depende em grande parte do compromisso e habilidade dos membros de nossa administração. Qualquer substituição dos membros de nossa administração seria provavelmente difícil a curto prazo. Não podemos garantir que seremos bem sucedidos em nossa intenção de atrair e/ou contratar pessoal qualificado para a nossa administração. Nenhum dos membros dos nossos órgãos da administração está sujeito a acordos de não-concorrência.

Poderemos incorrer em custos substanciais em decorrência de violações da legislação ambiental ou em responsabilidades nos termos da legislação ambiental.

Nossas operações estão sujeitas a diversas leis e regulamentos ambientais e de saúde e segurança ocupacionais, inclusive leis e regulamentos que regem emissões no ar e na água, o manuseio e descarte de substâncias e resíduos sólidos e perigosos e a limpeza de contaminações. As violações de tais exigências ou das licenças necessárias às nossas operações podem resultar em multas substanciais, pedidos de indenização de danos materiais, lesões corporais ou sanções. Também podemos ficar sujeitos a responsabilidade em função de averiguação e saneamento de contaminações em imóveis de que somos proprietários ou que operamos e em outros imóveis em que nós ou nossos antecessores operamos ou coordenamos o descarte de substâncias ou resíduos perigosos. Algumas leis ambientais, inclusive a federal Superfund law dos Estados Unidos e leis estaduais similares podem impor responsabilidade pelo custo total de limpeza a qualquer dos proprietários ou operadores atuais ou pregressos do local, ou às partes que tiverem enviado resíduos para descarte, independentemente da propriedade na ocasião da contaminação. Embora até a presente data nossos custos com relação a tais responsabilidades e obrigações de observância ambiental não tenham sido relevantes, a promulgação de exigências ambientais mais rigorosas ou a descoberta de contaminação anteriormente desconhecida poderá causar efeito prejudicial relevante sobre nosso negócio, situação financeira e resultado operacional.

Caso deixemos de identificar com sucesso tendências da moda e de introduzir com sucesso novos produtos, poderemos perder participação de mercado e nosso desempenho financeiro poderá sofrer impacto negativo.

A demanda por muitos de nossos produtos depende da identificação antecipada das preferências dos clientes por estampas, cores e estilos de tecidos, bem como das flutuações dos níveis de consumo dos produtos que fabricamos. A nossa falha ou dos nossos clientes em identificar tendências da moda a tempo de introduzir produtos e tecidos compatíveis com essas tendências poderá reduzir a aceitação dos nossos produtos por nossos clientes e reduzir nossa lucratividade em decorrência de custos associados à redução das vendas.

Na maioria dos mercados em que competimos, há frequentes introduções de novos produtos, tecnologias e extensões de linhas de produtos. Caso não sejamos capazes de identificar novas tendências tecnológicas e de consumo, manter e aprimorar a competitividade dos nossos produtos e introduzir esses produtos em bases globais, perderemos participação de mercado, o que poderá causar efeito prejudicial relevante sobre o nosso negócio, situação financeira e resultados operacionais. O desenvolvimento de produtos e os esforços de vendas em bases continuadas comportam todos os riscos inerentes ao desenvolvimento de novos produtos e extensões de linhas, inclusive atrasos no desenvolvimento, a incapacidade dos novos produtos e das extensões de linhas em atingir níveis previstos de aceitação de mercado e o custo de introdução de produtos aumentar.

Suspensão ou alteração das condições dos incentivos fiscais atuais poderá nos prejudicar.

Usufruímos de incentivos fiscais federais, estaduais e municipais em nossas operações localizadas nos Estados de Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Paraíba, e para manter nosso direito a tais benefícios fiscais, devemos cumprir diversas condições impostas nas respectivas legislações de ordem federal, estadual ou municipal. Os principais incentivos fiscais federais consistem em redução de até 75% do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) devido por nós. Os principais incentivos fiscais estaduais consistem em redução, abatimento, crédito ou diferimento do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços de Comunicação e Transporte (ICMS). Finalmente, os principais incentivos fiscais municipais consistem em isenção do pagamento do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU) e de outros tributos municipais. No caso destes incentivos fiscais serem revogados sem o nosso consentimento, de as condições impostas para a manutenção desses benefícios mudarem ou de tais incentivos fiscais não estarem mais disponíveis no futuro, poderemos ser afetados adversamente.

Podemos ser obrigados a indenizar nossos atuais acionistas e seus respectivos controladores, controladas, sociedades sob controle comum, administradores, empregados, procuradores e representantes legais.

Em janeiro de 2006, a CTNM e os ex-acionistas da Springs Industries subscreveram ações de nossa emissão, as quais foram integralizadas mediante a contribuição, ao nosso capital, de todas as ações de emissão da Coteminas e da Springs US de que os subscritores eram proprietários. O patrimônio de Coteminas e Springs US, que passamos a controlar, havia sido formado, quando de sua constituição, pelos negócios da CTNM e da Springs Industries no setor de cama e banho para o lar, e seus respectivos ativos (os "Ativos Transferidos"). Também em janeiro de 2006, Coteminas e Springs US firmaram com a CTNM e com a Springs Industries contratos através dos quais a Coteminas e a Springs US obrigaram-se a indenizar, respectivamente, a CTNM, Springs Industries e seus respectivos controladores, controladas, sociedades sob controle comum, administradores, empregados, procuradores e representantes legais, por perdas resultantes (i) da propriedade, operação e uso, por Coteminas e Springs US, dos Ativos Transferidos a partir de 21 de dezembro de 2005, inclusive, e (ii) dos passivos, efetivos ou contingentes, vencidos ou a vencer, incluindo aqueles discriminados nos respectivos balanços ou no contrato firmado entre as partes, relacionados aos Ativos Transferidos. Adicionalmente, podemos ser responsabilizados por demandas contra a CTNM ou contra a Springs Industries relativas aos seus próprios ativos, se as mesmas não forem capazes de honrá-las.

Riscos Relacionados ao Brasil

O governo brasileiro exerceu, e continua a exercer, influência significativa sobre a economia brasileira. As condições políticas e econômicas brasileiras poderão prejudicar nosso negócio e o preço de cotação das nossas Ações.

O governo brasileiro frequentemente intervém na economia brasileira e por vezes realiza modificações significativas em suas políticas e regulamentações. As medidas tomadas pelo governo brasileiro para controlar a inflação e implementar suas políticas macroeconômicas envolveram, entre outras ações, controles de preços e salários, desvalorizações monetárias, controles de capital e limites às importações.

As medidas tomadas pelo governo brasileiro atinentes à economia do país poderão causar efeitos importantes sobre as companhias e demais pessoas jurídicas brasileiras, inclusive nossa empresa, bem como sobre as condições de mercado e os preços dos valores mobiliários brasileiros, inclusive das nossas Ações. Nossa situação financeira e nosso resultado operacional poderão ficar prejudicados pelos seguintes fatores:

  • inflação;
  • política monetária, cambial e de juros;
  • liquidez dos mercados de capitais e financeiros domésticos;
  • políticas de controle de preços;
  • políticas tributárias; e
  • demais acontecimentos políticos, diplomáticos, sociais e econômicos no Brasil ou que afetem o Brasil.

Uma possível redução do volume dos investimentos estrangeiros no Brasil poderá causar impacto sobre a balança de pagamentos brasileira e ter efeitos negativos sobre a economia brasileira ao afetar as taxas de juros do país e aumentar o custo de captação de recursos por empresas brasileiras.

A incerteza sobre as políticas futuras do governo brasileiro poderão contribuir para uma maior volatilidade dos mercados de valores mobiliários brasileiros e dos valores mobiliários emitidos no exterior por empresas brasileiras.

Esses e outros acontecimentos na economia e política econômica do Brasil poderão causar efeito prejudicial sobre nós, bem como sobre o valor de mercado das nossas Ações.

A instabilidade política poderá nos prejudicar e o preço das nossas Ações.

Historicamente, o desempenho da economia brasileira vem sendo influenciado pela conjuntura política do país. No passado, crises políticas afetaram a confiança dos investidores e do público em geral, resultando na redução da atividade econômica e prejudicando o preço de mercado das ações emitidas por companhias.

O Brasil atravessa frequentemente graves crises de natureza política. Acusações de corrupção podem fazer com que integrantes do poder executivo, parlamentares, dentre outros, deixem seus cargos, o que pode enfraquecer o governo, dificultar as reformas econômicas a serem implementadas e/ou gerar instabilidade política e econômica. Não podemos prever as conseqüências de tais acusações, seus efeitos na economia brasileira, bem como em que extensão seus desdobramentos poderão afetar adversamente nossos negócios e situação financeira.

A inflação e os esforços do governo para combatê-la poderão contribuir significativamente para a incerteza econômica no Brasil e poderão prejudicar nosso negócio e o valor de mercado das nossas Ações.

Desde a crise brasileira da década de 1980, o Brasil experimentou taxas de inflação extremamente altas. A inflação, em conjunto com as medidas do governo brasileiro para controlá-la e a especulação sobre tais medidas, causou impacto negativo sobre a economia brasileira no passado. Medidas futuras do governo brasileiro, inclusive reduções das taxas de juros, intervenção no mercado cambial e medidas visando ajustar ou fixar o valor do real poderão desencadear aumentos da inflação. Se o Brasil experimentar inflação alta no futuro, poderemos não ser capazes de reajustar os preços que cobramos de nossos clientes para compensar os efeitos da inflação sobre nossa estrutura de custo. As pressões inflacionárias poderão também afetar nossa capacidade de acessar mercados financeiros estrangeiros e as políticas governamentais para combater a inflação poderão prejudicar nosso negócio ou o preço de mercado das nossas Ações.

A deterioração das condições econômicas e de mercado de outros países, principalmente nas economias emergentes, poderá prejudicar a economia brasileira, nossa empresa e o preço das nossas Ações.

A economia brasileira e as companhias, em vários níveis, estão sofrendo o impacto das condições econômicas e de mercado de outros países, emergentes ou não, bem como das reações dos investidores a tais condições. Por conseguinte, o crédito disponível às empresas brasileiras é diretamente influenciado pelas condições econômicas e de mercado do Brasil e, em vários graus, pelas condições econômicas e de mercado de outros países.

As condições econômicas e/ou políticas de outros países, particularmente das economias emergentes, afetaram significativamente a disponibilidade de crédito na economia brasileira e resultaram no escoamento significativo de recursos e na redução do volume de novos investimentos estrangeiros no Brasil.

Não podemos garantir que os acontecimentos futuros em outros países, bem como as medidas adotadas pelos governos em tais países, não prejudicarão o crédito disponível a empresas brasileiras nos mercados doméstico e estrangeiro, bem como o nível de atividade econômica, prejudicando desta forma a economia brasileira e nossa empresa.